Pesquisar este blog

domingo, 18 de junho de 2017

Lembrete de Célia

*****
Lembrete de Célia

Quando o mundo te fizer mudo
E tu não encontrares sequer uma palavra
Para entoar teu canto,
Olha os lírios dos campos!

Quando teu dia desabar
E não ficar pedra sobre pedra
E te encontrares a beira do abismo
Do desencanto,
Olha os lírios dos campos!

Se tua estrada for um beco sem saída
Ou se pensares que a morte é o fim da vida
Só porque vives entre trancos e barrancos,
Olha os lírios dos campos!

Se tens sede e nada para beber
Se tens fome e nada para comer
Se tua estrada é feita de desenganos
Ainda assim; olha os lírios dos campos!

Ofereces ao mundo o teu melhor
O teu melhor sorriso
O teu melhor “Bom dia!”
E mesmo assim só recebes solavancos,
Olha... Olha os lírios dos campos!

Observa as aves do céu
E lembra do Mestre que segues
Ele não se vestia de fios de ouro,
Mas sim do amor puro e santo!
Por isto, olha os lírios dos campos!

Seca teu pranto
Ora por horas e mais um tanto.
Confia que nos dias difíceis
E nas noites passadas em branco
Deus te cobrirá com o Seu manto
Que é mais lindo do que os lírios...
Os lírios do campo!
Altino Mageste
*****

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Mas, Deus

*****
MAS, DEUS
Há muita gente que te ignora.
Entretanto, Deus te conhece.
Há quem te veja doente.
Deus, porém, te guarda a saúde.
Companheiros existem que te reprovam.
Mas Deus te abençoa.
Surge quem te apedreje.
Deus, no entanto, te abraça.
Há quem te enxergue caindo em tentação.
Deus, porém, sabe quanto resistes.
Aparece quem te abandona.
Entretanto, Deus te recolhe.
Há quem te prejudique.
Mas Deus te aumenta os recursos.
Surge quem te faça chorar.
Deus, porém, te consola.
Há quem te fira.
No entanto, Deus te restaura.
Há quem te considere no erro.
Mas Deus te vê de outro modo.
Seja qual for a dificuldade.
Faze o bem e entrega-te a Deus.
Emmanuel
(Livro "Companheiro" - Psicografado por F.C.Xavier)
*****

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Olho Em Tudo (É Impossível)

*****
Olho Em Tudo (É Impossível)

Olho em tudo e sempre encontro a Ti,
Estas no céu na terra a onde for.
Em tudo que me acontece encontro teu amor,
Já não se pode mais deixar de crer no teu amor.

É impossível não crer em Ti,
É impossível não te encontrar,
É impossível não fazer de Ti meu ideal. (bis)
Vilma Dantas
*****

sábado, 15 de abril de 2017

Humanidade Real

 *****
HUMANIDADE REAL
“... Eis o Homem!” – Pilatos. (João, 19: 5)

Apresentando o Cristo à multidão, Pilatos não designava um triunfador terrestre...
Nem banquete, nem púrpura.
Nem aplauso, nem flores.
Jesus achava-se diante da morte.
Terminava uma semana de terríveis flagelações.
Traído, não se rebelara.
Preso, exercera a paciência.
Humilhado, não se entregou a revides.
Esquecido, não se confiou à revolta.
Escarnecido, desculpara.
Açoitado, olvidou a ofensa.
Injustiçado, não se defendeu.
Sentenciado ao martírio, soube perdoar.
Crucificado, voltaria à convivência dos mesmos discípulos e beneficiários que o haviam abandonado, para soerguer-lhes a esperança.
Mas, exibindo-o, diante do povo, Pilatos não afirma: — Eis o condenado, eis a vítima!
Diz simplesmente: — “Eis o Homem!”
Aparentemente vencido, o Mestre surgia em plena grandeza espiritual, revelando o mais alto padrão de dignidade humana.
Rememorando, pois, semelhante passagem, recordemos que somente nas linhas morais do Cristo é que atingiremos a Humanidade Real.
EMMANUEL
(Fonte Viva, 127, FCXavier)
*****

domingo, 19 de março de 2017

Servindo Vencerás

*****
SERVINDO VENCERÁS

Se o momento é de crise,
Não te perturbes, segue...

Serve e ora, esperando
Que suceda o melhor.

Queixas, gritos e mágoas
São golpes em ti mesmo.

Silencia e abençoa,
A verdade tem voz.

Paciência constante
Atrai a luz do Céu.

Acalma-te, servindo
E vencerás com Deus.

Emmanuel

(Do livro "Busca e Acharás", psicografado porFrancisco C. Xavier)
*****

domingo, 1 de janeiro de 2017

Canção da Esperança

*****
CANÇÃO DA ESPERANÇA
Sofres sob pressão de amargas crises
E atravessas momentos infelizes,
Qual se andasses por senda estranha e má;
Mas embora sem forças a que te arrimes,
Não te detenhas, nem te desanimes,
- Outro dia virá.

Se caíste na estrada, ergue-te e lida,
Trabalhar e esquecer é a grande lei da vida,
Porque o tempo a servir, tudo renovará;
A todo ser que chora, a quem luta e se cansa,
Eis que o mundo repete a canção da esperança:
- Outro dia virá.

Olha o tronco podado, amplamente despido,
O solo massacrado, o campo desvalido,
Fita o charco onde está...
Mostram, por fora, a mágoa que os encerra
Mas guardando, por dentro, a mensagem da Terra:
- Outro dia virá.

Desse modo, igualmente, alma querida e boa,
Carrega a própria cruz, ama, serve e perdoa,
O caminho de Cristo é o mais belo que há;
Deus é o Supremo Amor e a Suprema Beleza,
E nos diz pelo Bem, de surpresa em surpresa:
- Outro dia virá.
Maria Dolores
(Livro: “Coração e Vida”, psicografado por Chico Xavier)
*****

sábado, 31 de dezembro de 2016

Verdadeiros Valores da Vida

Os verdadeiros valores da VIDA, numa delicada e bela canção.
*****
*****
TREM-BALA
Não é sobre ter
Todas as pessoas do mundo pra si,
É sobre saber que em algum lugar
Alguém zela por ti,
É sobre cantar e poder escutar
Mais do que a própria voz,
É sobre dançar na chuva de vida
Que cai sobre nós.

É saber se sentir infinito
Num universo tão vasto e bonito,
É saber sonhar
E, então, fazer valer a pena cada verso
Daquele poema sobre acreditar.

Não é sobre chegar no topo do mundo
E saber que venceu,
É sobre escalar e sentir
Que o caminho te fortaleceu,
É sobre ser abrigo
E também ter morada em outros corações,
E assim ter amigos contigo
Em todas as situações.

A gente não pode ter tudo.
Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
Por isso, eu prefiro sorrisos
E os presentes que a vida trouxe
Pra perto de mim.

Não é sobre tudo que o seu dinheiro
É capaz de comprar,
E sim sobre cada momento
Sorrindo a se compartilhar,
Também não é sobre correr
Contra o tempo pra ter sempre mais,
Porque quando menos se espera
A vida já ficou pra trás.

Segura teu filho no colo,
Sorria e abraça teus pais
Enquanto estão aqui.
Que a vida é trem-bala, parceiro,
E a gente é só passageiro prestes a partir.

Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá

Segura teu filho no colo,
Sorria e abraça teus pais
Enquanto estão aqui.
Que a vida é trem-bala, parceiro,
E a gente é só passageiro prestes a partir.

Ana Vilela

sábado, 10 de dezembro de 2016

O Anúncio Divino

Ora, havia, naquela mesma comarca, pastores que estavam no campo e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho.
E eis que um anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.
E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo. Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

(Lucas 2:8-11)
*****
*****
O ANÚNCIO DIVINO
A palavra do anjo aos pastores continua vibrando sobre o mundo, embora as sombras densas que envolvem as atividades dos homens.
Como aconteceu, há dois mil anos, a Espiritualidade anuncia que nasceu o Salvador.
Onde se encontram os que desejam a luminosa notícia?
Nas cidades e nos campos, há multidões atormentadas, corações inquietos, almas indecisas.
Muita gente pergunta pela Justiça do Céu.
Longas fileiras de criaturas procuram os templos da fé, incapazes, porém, de ouvir o anúncio divino.
A família cristã, em grande parte, experimenta a incerteza dos mais fracos.
Muitos discípulos cuidam somente de política, outros apenas de intelectualismo ou de expressões sectárias.
Entretanto, sem que o Cristo haja nascido na "terra do coração", a política pode perverter, a filosofia pode arruinar, a seita é suscetível de destruir pelo veneno da separatividade.
A paisagem humana sempre exibiu os quadros escuros do ódio e da desolação.
No longo caminho evolutivo, como sempre, há doentes, criminosos, ignorantes, desalentados, esperando a divina Influência do Mestre.
Muitos já ouviram ou pregaram as mensagens do Evangelho, mas, não desocuparam o coração para que Jesus os visite.
Não renunciam às cargas pesadas de que são portadores e, cedo ou tarde, dão a prova de que, nos serviços da fé, não passaram de ouvintes ou transmissores.
No íntimo, não obstante a condição de necessitados, guardam, ciosamente, o material primitivista do "homem velho".
Esquecem-se de que Jesus é o Amigo renovador, o Mestre que transforma.
Os séculos transcorrem. As exigências de cada homem sucedem-se no caminho terrestre.
E a Espiritualidade continua convidando as criaturas para as esferas mais altas.
Bendito, assim, todo aquele que puder ouvir a voz do anjo que ainda se dirige aos simples de coração, sentindo entre as lutas terrestres, que o Cristo nasceu hoje no pais de sua alma.
EMMANUEL
(Livro: Mentores e Seareiros, psicografado por Chico Xavier)
*****

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Singela Homenagem a Ferreira Gullar

Aprendizado
Do mesmo modo que te abriste à alegria
abre-te agora ao sofrimento
que é fruto dela
e seu avesso ardente.
Do mesmo modo
que da alegria foste
ao fundo
e te perdeste nela
e te achaste
nessa perda
deixa que a dor se exerça agora
sem mentiras
nem desculpas
e em tua carne vaporize
toda ilusão
que a vida só consome
o que a alimenta.

*****
Faleceu em 4 de dezembro de 2016, aos 86 anos, no Rio de Janeiro.
*****
Cantiga para não morrer
Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Pobreza em Cristo

*****
       “O conselho de Jesus Cristo é tanto para as mulheres quanto para os homens e dará bons resultados com a Senhora como deu com quantos a precederam. Parece-lhe mais razoável a opinião dos sábios? Procure gordos rendimentos e veja se a opulência a ajudará melhor que a pobreza aconselhada pelo Salvador. Os abusos nos mosteiros que renunciaram às rendas surgiram do fato de a pobreza ali ser suportada em vez de ser desejada. A pobreza em si mesma nada tem de louvável. Mas eu louvo a pobreza aceita, procurada e desejada por amor a Jesus Crucificado.”
São Pedro de Alcântara
(Trecho da carta do Santo, dirigida a Santa Teresa D'ávila)
*****


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...