Pesquisar este blog

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Páscoa - Passagem

*****
Páscoa - Passagem
Sede passantes.
Este tema da passagem é o tema da Páscoa.
Pessah em hebraico, quer dizer passagem.
A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência.
A passagem de um modo de vida a um outro modo de vida.
Somos passageiros.
A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói sua casa sobre uma ponte.
Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem.
É importante lembrar-se do carácter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar.
A grande páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino.
É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho.
O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.
Sede passantes.
Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos.
Observemos o que para a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós.
É por lá que é preciso passar, é lá o nosso Mar Vermelho.
Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida.
Jean-Yves Leloup
*****

segunda-feira, 1 de abril de 2019

ALLAN KARDEC - 150 ANOS DE DESENCARNAÇÃO

Em lembrança do dia 31 de março de 2019.
*****
*****
Vivo, conseguiu ofuscar a Morte.
Morto, continua a resplandecer a Vida.
*****

sábado, 26 de janeiro de 2019

Uma Despedida Silenciosa

     "Nós, seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar." (Chico Xavier)
*****
*****
     Hoje ele, o Bóris, partiu sem que eu percebesse que estava indo. Fato é que já estava idoso, 12 anos para um Labrador é uma idade considerável, e ele já tinha passado um pouco. Ao acordar já o encontrei inerte e só pude, mesmo sendo Médico Veterinário, no silêncio do coração, fazer uma oração e agradecer a ele por esses anos de afeto incondicional. Que o querido "Poverello" o guarde!
*****

sábado, 22 de dezembro de 2018

Doce Natal de Jesus



*****
DOCE NATAL DE JESUS
(Autor Desconhecido)

Pela estrada silente em que o sol refulgia,
Sob as bênçãos de um céu tão límpido seguia,
A Virgem Nazarena a bem-aventurada,
Pelo esposo José, feliz acompanhada.

Inda sorria ao l
onge a doce Galileia,
Vinham de Nazaré a Belém da Judeia,
Pois sendo também, da casa de Davi,
Tinham conforme a lei de se alistar ali.

Foram de casa em casa em busca de hospedagem,
Nem tenda, nem albergue, nenhuma estalagem,
Possuía uma casa, ou um lugar qualquer,
Onde passasse a noite a bendita mulher.

Abrigaram-se então em uma estrebaria,
O vento rodopiava e a noite estava fria
E sem conforto algum, Maria reclinou-se
Ao lado de José em um riso franco e doce.

E cumprindo-se os dias em que daria a luz,
Nasceu-lhe forte e lindo o menino Jesus,
Em panos o envolveu beijando a fronte loura,
Deitando-o depois na fria manjedoura.

- “Dorme filhinho meu, minha pobreza é enorme,
Mas sou rica de amor, filho querido dorme!”

José, porém, olhava aquele quadro lindo,
De Maria chorando e de Jesus sorrindo
E não dizia nada, achava aquilo até
Um vislumbre do céu e um milagre da fé.

E naquele momento enfeitou-se o universo,
O vento sussurrou a harmonia de um verso,
O céu se iluminou aos olhos das estrelas,
Abriram se os botões em rosas para vê-los.

Chegaram os pastores que guardavam seus rebanhos,
Os magos vieram com seus presentes tamanhos,
O arvoredo com seus frutos sazonados,
Os pássaros no céu soltavam seus trinados.

E tudo e em toda parte era um brado de luz,
Ao mundo proclamando o natal de jesus.
*****

sábado, 1 de dezembro de 2018

Os Magos

Depois que Jesus nasceu em Belém da Judéia, nos dias do rei Herodes, magos vindos do Oriente chegaram a Jerusalém e perguntaram: "Onde está o recém-nascido rei dos judeus? Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo".
Quando o rei Herodes ouviu isso, ficou perturbado, e com ele toda a Jerusalém. Tendo reunido todos os chefes dos sacerdotes do povo e os mestres da lei, perguntou-lhes onde deveria nascer o Cristo. E eles responderam: "Em Belém da Judéia; pois assim escreveu o profeta:
‘Mas tu, Belém, da terra de Judá, de forma alguma és a menor entre as principais cidades de Judá; pois de ti virá o líder que, como pastor, conduzirá Israel, o meu povo’ ". (Mateus 2:1-6)
OS MAGOS
Qual é a lição que tiramos desta passagem? É esta: há pessoas que, como os magos, estão fora do Povo de Deus, mas buscam a verdade e há pessoas que pertencem ao Povo de Deus, mas não a buscam. Podemos dizer de outra maneira: os magos eram pagãos, mas procuraram o Messias e Herodes, os sacerdotes e os doutores da Lei, que tinham a Sagrada Escritura, e puderam saber onde é que o Messias ia nascer, esses não foram a Belém e Herodes procurou mesmo matar o menino.
Há muitas pessoas hoje que dizem: “Eu sou batizado. Sou cristão”. E gabam-se muito disso, e talvez mesmo critiquem aqueles que não entram numa igreja nem participam em qualquer cerimónia religiosa; mas não basta a pessoa ser batizada, nem basta uma pessoa participar dos cultos. É preciso buscar também viver com sinceridade, fazer a vontade de Deus.
Um escritor disse um dia: “O desejo de ter a Bíblia do nosso lado é uma coisa, e o desejo sincero de estarmos do lado da Bíblia é outra coisa muito diferente”.
Esta frase está ilustrada na passagem de hoje. O rei Herodes e os doutores da Lei podiam dizer aos magos: “Nós, como povo judeu, temos a Bíblia do nosso lado e não somos pagãos como vocês”. Mas, neste caso, eram os magos que estavam com sinceridade do lado da Bíblia.
Uma vez um velho crente, homem idoso de condição simples, ia para o culto na sua igreja e precisou comprar uns comprimidos na farmácia. Levava a Bíblia debaixo do braço e o farmacêutico quis troçar dele e disse:
-“Então o senhor acredita que nesse livro Deus fala com o ser humano?” 
-“Sim, é nisso que eu creio”.
-“Pois eu não acredito nisso. Tenho lá uma Bíblia em casa, mas não acredito que ela sirva de alguma coisa”. 
O velho crente pagou os comprimidos que comprou e depois apontando para um cartaz que estava na parede da farmácia disse: 
-“Aquele cartaz diz que o medicamento é indicado para a tosse não é? Mas olhe que eu estou farto de ver o cartaz e continuo com tosse”. 
-“Mas a tosse não passa olhando para o cartaz! É preciso tomar o medicamento!”
-“Exatamente - disse o velhinho - também não basta ter a Bíblia em casa e olhar para ela. Nem basta mesmo lê-la. É preciso cumpri-la”.
Manuel Pedro Cardoso 
(Pastor da Igreja Presbiteriana)

sábado, 3 de novembro de 2018

100 anos da Desencarnação de Eurípedes Barsanulfo

Diálogo de Eurípedes Barsanulfo com Jesus:
          "(...) - Choras pelos descrentes do mundo?
         Enlevando, o missionário de Sacramento notou que o Cristo lhe correspondia agora ao olhar. E, após um instante de atenção, respondeu em voz dulcíssima:
         - Não, meu filho, não sofro pelos descrentes aos quais devemos amar. Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam."
Hilário Silva
(Psicografado por Chico Xavier)
*****
*****
Eurípedes Barsanulfo nasceu no dia 1º de maio de 1880, na cidade de Sacramento (MG), sendo o terceiro dos quinze filhos do casal Hermógenes Ernesto de Araújo (Sr. Mogico) e D. Jerônima Pereira de Almeida (D. Meca).  Foi educador, político e jornalista, além de destacar-se como médium. Eurípedes fundou a primeira escola espírita do Brasil, o Colégio Allan Kardec, que ofereceu educação gratuita para crianças e órfãos sem condições de arcar com as despesas educacionais. Barsanulfo desencarnou no dia 1º de novembro de 1918, aos 38 anos.
*****

sábado, 20 de outubro de 2018

Marcas de Deus

"O Amor verdadeiro e sincero nunca espera recompensas. A renúncia é o seu ponto de apoio, como o ato de dar a essência de sua vida. A capacidade de sentir grandes afeições já é em si mesma um tesouro." - Jesus
(Livro: "Boa Nova", psicografado por F. C. Xavier)
*****
*****
Marcas de Deus
Amor sem sofrimento
É fogo para a cinza.

Ser pessoa querida
Pode ser qualquer um.

Amar sem ter o amor
É construir nos Céus.

Quem ama aceita os outros
Sem mudar-lhes a vida.

A abelha colhe o mel
Sem alterar a flor.

Amor e sacrifício
São as marcas de Deus.

Emmanuel
(Livro: “Algo Mais”, psicografado por F. C. Xavier)
*****

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Súplica de São Francisco

*****
"Meus filhos, saiam pelo mundo 
com tochas nas mãos. 
Pendurem lâmpadas nas 
paredes das noites. 
Onde houver fogueiras, 
façam nascer mananciais.
Onde se forjam espadas, 
plantem rosais.
Transformem em jardins 
os campos de batalha. 
Abram sucos e semeiem amor. 
Plantem bandeiras de liberdade 
na Pátria da Pobreza. 
E anunciem que depressa vai chegar
a era do Amor, da Alegria e da Paz." 
(São Francisco de Assis)
PAZ E BEM!
*****

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Cantiga Para Não Morrer

*****
O vídeo acima traz as cenas finais de um seriado que cheguei acompanhar em parte. O poema é belo e triste e me tocou desde a primeira vez que o ouvi. Há momentos na vida que precisamos nos despedir e sermos fortes, mas sem perder a ternura. As despedidas sempre foram difíceis para mim.
*****
Cantiga Para Não Morrer
Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
Ferreira Gullar
*****
Este poema nasceu de uma relação amorosa profunda que o poeta teve em Moscou. O cantor Fagner fez uma música com ele e a gravou com o nome: “Me leve”.
*****

domingo, 29 de julho de 2018

Sobre a Amizade

"Não existe maior Amor do que este: dar a sua vida pelos seus amigos." (Jesus)
*****

*****
A AMIZADE é assim:
É sentir o carinho,
É ouvir o chamado,
É saber o momento
de ficar calado.
AMIZADE é somar alegrias,
dividir tristezas.
É respeitar o espaço,
Silenciar o segredo,
É a certeza
da mão estendida,
A cumplicidade que
não se explica,
Apenas se vive!

Olavio Roberto
*****
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...