Pesquisar este blog

sábado, 3 de novembro de 2018

100 anos da Desencarnação de Eurípedes Barsanulfo

Diálogo de Eurípedes Barsanulfo com Jesus:
          "(...) - Choras pelos descrentes do mundo?
         Enlevando, o missionário de Sacramento notou que o Cristo lhe correspondia agora ao olhar. E, após um instante de atenção, respondeu em voz dulcíssima:
         - Não, meu filho, não sofro pelos descrentes aos quais devemos amar. Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam."
Hilário Silva
(Psicografado por Chico Xavier)
*****
*****
Eurípedes Barsanulfo nasceu no dia 1º de maio de 1880, na cidade de Sacramento (MG), sendo o terceiro dos quinze filhos do casal Hermógenes Ernesto de Araújo (Sr. Mogico) e D. Jerônima Pereira de Almeida (D. Meca).  Foi educador, político e jornalista, além de destacar-se como médium. Eurípedes fundou a primeira escola espírita do Brasil, o Colégio Allan Kardec, que ofereceu educação gratuita para crianças e órfãos sem condições de arcar com as despesas educacionais. Barsanulfo desencarnou no dia 1º de novembro de 1918, aos 38 anos.
*****

sábado, 20 de outubro de 2018

Marcas de Deus

"O Amor verdadeiro e sincero nunca espera recompensas. A renúncia é o seu ponto de apoio, como o ato de dar a essência de sua vida. A capacidade de sentir grandes afeições já é em si mesma um tesouro." - Jesus
(Livro: "Boa Nova", psicografado por F. C. Xavier)
*****
*****
Marcas de Deus
Amor sem sofrimento
É fogo para a cinza.

Ser pessoa querida
Pode ser qualquer um.

Amar sem ter o amor
É construir nos Céus.

Quem ama aceita os outros
Sem mudar-lhes a vida.

A abelha colhe o mel
Sem alterar a flor.

Amor e sacrifício
São as marcas de Deus.

Emmanuel
(Livro: “Algo Mais”, psicografado por F. C. Xavier)
*****

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Súplica de São Francisco

*****
"Meus filhos, saiam pelo mundo 
com tochas nas mãos. 
Pendurem lâmpadas nas 
paredes das noites. 
Onde houver fogueiras, 
façam nascer mananciais.
Onde se forjam espadas, 
plantem rosais.
Transformem em jardins 
os campos de batalha. 
Abram sucos e semeiem amor. 
Plantem bandeiras de liberdade 
na Pátria da Pobreza. 
E anunciem que depressa vai chegar
a era do Amor, da Alegria e da Paz." 
(São Francisco de Assis)
PAZ E BEM!
*****

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Cantiga Para Não Morrer

*****
O vídeo acima traz as cenas finais de um seriado que cheguei acompanhar em parte. O poema é belo e triste e me tocou desde a primeira vez que o ouvi. Há momentos na vida que precisamos nos despedir e sermos fortes, mas sem perder a ternura. As despedidas sempre foram difíceis para mim.
*****
Cantiga Para Não Morrer
Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
Ferreira Gullar
*****
Este poema nasceu de uma relação amorosa profunda que o poeta teve em Moscou. O cantor Fagner fez uma música com ele e a gravou com o nome: “Me leve”.
*****

domingo, 29 de julho de 2018

Sobre a Amizade

"Não existe maior Amor do que este: dar a sua vida pelos seus amigos." (Jesus)
*****

*****
A AMIZADE é assim:
É sentir o carinho,
É ouvir o chamado,
É saber o momento
de ficar calado.
AMIZADE é somar alegrias,
dividir tristezas.
É respeitar o espaço,
Silenciar o segredo,
É a certeza
da mão estendida,
A cumplicidade que
não se explica,
Apenas se vive!

Olavio Roberto
*****

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Sobre o Amor!...

“O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.” Jesus (Jo 15:12)
*****
*****
“O Amor é sofredor, é benigno. O Amor não é invejoso. O Amor não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O Amor nunca falha.” Paulo (Co 1 13:4-8)
*****

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Lembrete de Célia

“Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam...” Jesus (Mt 6:28)
*****
*****
Lembrete de Célia

Quando o mundo te fizer mudo
E tu não encontrares sequer uma palavra
Para entoar teu canto,
Olha os lírios dos campos!

Quando teu dia desabar
E não ficar pedra sobre pedra
E te encontrares a beira do abismo
Do desencanto,
Olha os lírios dos campos!

Se tua estrada for um beco sem saída
Ou se pensares que a morte é o fim da vida
Só porque vives entre trancos e barrancos,
Olha os lírios dos campos!

Se tens sede e nada para beber
Se tens fome e nada para comer
Se tua estrada é feita de desenganos
Ainda assim; olha os lírios dos campos!

Ofereces ao mundo o teu melhor
O teu melhor sorriso
O teu melhor “Bom dia!”
E mesmo assim só recebes solavancos,
Olha... Olha os lírios dos campos!

Observa as aves do céu
E lembra do Mestre que segues
Ele não se vestia de fios de ouro,
Mas sim do amor puro e santo!
Por isto, olha os lírios dos campos!

Seca teu pranto
Ora por horas e mais um tanto.
Confia que nos dias difíceis
E nas noites passadas em branco
Deus te cobrirá com o Seu manto
Que é mais lindo do que os lírios...
Os lírios do campo!
Altino Mageste
*****

domingo, 3 de junho de 2018

Palavras Pequenas Para Um Coração Grande

CARLOTA CUNHA
03/06/1928 - 90 ANOS - 03/06/2018
*****
Para Carlota Cunha,
A nossa amada Carlotinha, ou tia Carlota, como muitos afetivamente a chamavam, manifesto, nestas singelas palavras, o coração agradecido ao seu coração materno, que estaria completando hoje 90 anos.
Quanta saudade dessa alma que conheci em minha juventude, na Escola Jesus Cristo, nos anos 80 e, bondosamente, adotou-me, como filho. Alma simples que, com alegria, a todos recebia em nossa instituição; sendo exemplo de:
trabalho,
dedicação
perseverança,
doação,
fidelidade,
caridade e,
principalmente, de Amor.
Amor sempre extremoso
à família,
aos amigos,
ao próximo
à Escola e,
especialmente, à Jesus.
Que Ele a abençoe, querida tia Carlota!
Que a recompense e ilumine!
Carinho eterno,
do menor dos filhos!
*****

sábado, 12 de maio de 2018

Homenagem às Mães - por Casimiro Cunha

À MINHA MÃE
São três letras, apenas três; no entanto,
Delas fez Deus o mais sublime poema
Poema de amor, de luz, da luz suprema
Que nos aclara a vida e enxuga o pranto.

Mãe é o seu nome, desse eterno emblema
Do mais puro sentir. Mãe,  sacrossanto
Ideal feito mulher, és um problema
Para quem vive da descrença ao manto!

Quando do esquife à beira, um filho choras,
Brotam-te da alma límpidas auroras.
Nas lágrimas que vertes de saudade...

E ao ver-te assim, o próprio ateu se inclina
E crê num Deus, e crê na voz Divina,
Porque em ti se reflete a divindade!
Casimiro Cunha
(Fonte: Academia de Letras de Vassouras, 2002)
*****
*****
CARTA ÀS MÃES
Minha irmã, se Deus te deu
A luz da maternidade
Deu-te a tarefa divina
Da renúncia e da bondade.

Busca imitar no caminho
A Rosa de Nazaré,
Irradiando o perfume
De amor, de humildade e fé.

Lembra sempre em tua estrada,
Que a paz de tua missão
É feita dessa ternura
Que nasce do coração.

Contempla em cada filhinho
Um luminoso sorriso
Da alegria dolorosa
Que te leva ao paraíso.

Porque, ser mãe, minha irmã,
É ser prazer sobre as dores,
É ser luz, embora a estrada
Tenha sombras e amargores.

Ser mãe é ser a energia
Que domina os escarcéus,
É ser nas mágoas da Terra
Um sacrifício dos céus.
.........................................
.........................................
Casimiro Cunha
(Fonte: Cartas do Evangelho,
Livro psicografado por Chico Xavier)
*****

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Maria aos Pés da Cruz

“Junto à cruz de Jesus, estava de pé sua mãe” 
(João 19, 25).
*****
*****
MARIA AOS PÉS DA CRUZ
        Maria, como a primeira discípula e missionária de Jesus, esteve efetivamente presente na vida e missão do seu Filho. Com Ele dialogou, caminhou, rezou, partilhou os encontros e desencontros da missão. O Evangelho de João testemunha que: “De pé, junto à cruz de Jesus, estava a sua Mãe” (Jo 19,25). Contemplando o fruto do seu ventre pendente na cruz, a serva fiel do Senhor não julga os algozes, que condenaram seu amado Filho à morte, mas, em meio à dor, percebe a ação amorosa de um Deus que livremente entrega a sua vida, para redimir toda a humanidade, libertando-a do pecado, o qual fere a beleza da criação.
            Com os discípulos de Jesus, Maria vive intensamente ao lado do Filho a sua paixão, morte e ressureição. Vê cumprir-se as palavras de Simeão: “Eis que este menino está destinado à ruina e ao reerguimento de muitos de Israel. Ele deve ser sinal de contradição, e uma espada transpassará a tua alma” (Lc 2,34). Se por um homem e uma mulher o pecado passou a existir em meio ao mundo, agora também pelo homem Jesus e por uma mulher Maria ele será banido do mundo. A cruz, símbolo de condenação, em Jesus torna-se árvore da vida, esperança da realização de um mundo novo.
            Ao contemplar, durante a Semana Santa, a figura de Maria compassiva, dolorosa e, ao mesmo tempo, valorosa e fiel em pé, junto à cruz do Filho, os cristãos são chamados a despertar para a grande vocação de ser sal, luz e fermento em meio a humanidade e fazer crescer as sementes do Reino.
Pe Rodrigo Arnoso
*****
"A PAIXÃO de Jesus foi a maior prova de COMPAIXÃO pela humanidade."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...