Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013!

*****
Aos AMIGOS que por aqui passam...
Desejando um FELIZ ANO NOVO!

     “(...) Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e aí? Fazer o quê? Acabar com seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança? O que eu desejo para todos nós é sabedoria! E que todos saibamos transformar tudo em uma boa experiência!
     Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim...
     (...) Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.
     Desejo para todo mundo esse olhar especial. O Ano Novo pode ser especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro. 2013 pode ser o máximo, maravilhoso, lindo, espetacular... ou... Pode ser puro orgulho!
     Depende de mim, de você! Pode ser. E que seja!!!
     Feliz olhar novo!!!
     Que a virada do ano não seja somente uma data, mas um momento para repensarmos tudo o que fizemos e que desejamos, afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade somente se fizermos jus e acreditarmos neles!”
(Trecho da crônica "Feliz Olhar Novo"
de Carlos Drummond de Andrade)
*****

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Nascimento de Jesus

*****
Vara dourada seta o céu profundo,
E o seu trajeto se ilumina a flux:
A que prodígio, do Mistério oriundo,
A deslumbrante estrela nos conduz?

Surpresa igual jamais se viu no mundo:
Banhou-se toda de esplendente luz,
Malgrado fosse, então, lugar imundo,
A estrebaria em que nasceu Jesus!

Primeiro, os animais; depois, pastores
E reis, isto é, escravos e senhores,
Alvissareiros vem para O adorar...

E, assim, naquela humilde manjedoura,
Jesus, quando criança linda e loura,
Teve no mundo o seu primeiro altar!
Renato Travassos
*****

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Misterioso Cartão de Natal

*****
     O Natal é a festa das crianças e da divina Criança que se esconde dentro de cada adulto. É altamente inspiradora a crença de que Deus se acercou dos seres humanos na forma de uma criança. Assim ninguém pode alegar que Ele é apenas um mistério insondável, fascinante por um lado e aterrador por outro. Não. Ele se aproximou de nós na fragilidade de um recém-nascido que choraminga de frio e que busca, faminto, o seio materno.
     Precisamos respeitar e amar esta forma como Deus quis entrar no nosso mundo. Pelos fundos, numa gruta de animais, numa noite escura e cheia de neve "porque não havia lugar para ele nas pousadinhas de Belém". Mais consoladora é ainda a ideia de que seremos julgados por uma criança e não por um juiz severo e esquadrinhador. Criança quer brincar. Ela se enturma imediatamente com todas as outras, pobres, ricas, japonesas, negras e loiras. É a inocência originária que ainda não conheceu as malícias da vida adulta.
     A divina Criança nos introduzirá na dança celeste e no festim que a família divina do Pai, do Filho e do Espírito Santo prepara para todos os seus filhos e as suas filhas, não excluídos aqueles que, um dia, foram desgarrados.
     Estava refletindo sobre esta realidade bem-aventurada quando um anjo, daqueles que cantaram aos pastores nos campos de Belém, se aproximou espiritualmente e me entregou um cartãozinho de Natal. De quem seria? Comecei a ler. Nele se dizia:
     "Queridos irmãozinhos e irmãzinhas:
     Se vocês ao olharem o presépio e ao verem lá o Menino Jesus no meio de Maria e de José e junto do boi e do jumento, se encherem de fé de que Deus se fez criança, como qualquer um de vocês;
     Se vocês conseguirem ver nos outros meninos e meninas a presença inefável do Menino Jesus que uma vez nascido em Belém, nunca nos deixou sozinhos neste mundo;
     Se vocês forem capazes de fazer renascer a criança escondida nos seus pais, nos seus tios e tias e nas outras pessoas que vocês conhecem para que surja nelas o amor, a ternura, o cuidado com todo mundo, também com a natureza;
     Se vocês, ao olharem para o presépio, descobrirem Jesus pobremente vestido, quase nuzinho e lembrarem de tantas crianças igualmente mal vestidas e se sofrerem no fundo do coração por esta situação e se puderem dividir o que vocês têm de sobra e desejarem já agora mudar este estado de coisas;
     Se vocês, ao verem a vaquinha, o burrinho, as ovelhas, os cabritos, os cães, os camelos e o elefante no presépio e pensarem que o universo inteiro é também iluminado pela divina Criança e que todos eles fazem parte da grande Casa de Deus;
     Se vocês olharem para o alto e virem a estrela com sua cauda luminosa e recordarem que sempre há uma estrela como a de Belém sobre vocês, acompanho-os, iluminando-os, mostrando-lhes os melhores caminhos;
     Se vocês se lembrarem que os reis magos, vindos de terras distantes, eram, na verdade, sábios e que ainda hoje representam os cientistas e os mestres que conseguem ver nesta Criança o sentido secreto da vida e do universo;
     Se vocês pensaram que esse Menino é simultaneamente homem e Deus e por ser homem é seu irmão e por ser Deus existe uma porção Deus em vocês e por causa disso, se encherem de alegria e de legítimo orgulho;
     Se pensarem tudo isso então fiquem sabendo que eu estou nascendo de novo e renovando o Natal entre vocês. Estarei sempre perto, caminhando com vocês, chorando com vocês e brincando com vocês até aquele dia em que chegaremos todos, humanidade e universo, na Casa de Deus que é Pai e Mãe de infinita bondade, para morarmos sempre juntos e sermos eternamente felizes".
Belém, 25 de dezembro do ano 1.
Assinado: Menino Jesus
Leonardo Boff
*****

sábado, 8 de dezembro de 2012

A Anunciação

*****
*****
Naquele humilde lar Gabriel um dia
Penetra e, exato na missão divina,
Enquanto a casa inteira se ilumina,
Aquela a quem buscava se anuncia!

Que Deus ao mais sublime a predestina
Diz o anjo, fiel intérprete, a Maria,
Que, perturbada, mas feliz, o ouvia,
Toda surpresa, enfim, da própria sina.

Futura mãe do Cristo! E a Virgem, cheia
Da graça do Senhor, e dele escrava,
Divinizada, em sonhos bons se enleia.

Glória maior nenhum destino encerra:
Maria, entanto, muita vez, chorava,
Tal como é dado às mães chorar na Terra!
Renato Travassos
(Livro: "A Vida de Jesus")
*****
Estava Maria em silencio, certa hora
E um Anjo entrou onde Maria estava.
Maria, perturbada, sentiu medo
Enquanto o Anjo se apresentava...

O coração de Maria, disparado,
Ouvia atento cada palavra...
Estava Maria em silencio quando o Anjo
Se aproximou. Maria se assustava.

Era uma menina, Maria... Uma menina...
Moça pobre de aldeia palestina
E ao ver um Anjo na sua frente

Uma menina ainda, e assustada,
Mas assustada e atenta. E interessada.
E recebeu o Anjo humildemente...

Salve, Maria! O Senhor é contigo!
Assim o Anjo Gabriel se anunciou...
Achaste graça diante de Deus
Não tenhas receio. E continuou:

Tu conceberás e darás à luz um filho.
E porás nele o nome Jesus, o Anjo explicou.
Ele será chamado Filho do Altíssimo.
Falou o Anjo à Maria, que aceitou.

Deus lhe dará o trono de Davi.
Seu Reino não terá fim (...).
Luís Alberto Mussa Tavares
(Livro: “Aconteceu em Belém”)
*****

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer - O Poeta das Curvas e do Concreto

     Ouvi pela TV, alguns minutos atrás, a notícia do falecimento de Oscar Niemeyer, as vésperas de completar 105 anos. Um homem que conheci durante meu curso Técnico de Edificações nos anos oitenta.
     Aprendi a admirá-lo e respeitá-lo, não só pelo exímio profissional que foi, mas especialmente pelo excepcional ser humano, sempre digno e solidário.
*****
(15/12/1907 - 04/12/2012)
*****
Poema das Curvas
Não é o ângulo reto que me atrai.
Nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem.
O que me atrai é a curva livre e sensual.
A curva que encontro nas montanhas do meu País,
no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar,
nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida.
De curvas é feito todo o Universo,
o Universo curvo de Einstein.
Oscar Niemeyer
*****
(Igreja de São Francisco de Assis ou da Pampulha, Belo-Horizonte/MG)
*****

Frases de Niemeyer:
     "Se a reta é o caminho mais curto entre dois pontos, a curva é o que faz o concreto buscar o infinito."

     "A vida é importante; a Arquitetura não é. Até é bom saber das coisas da cultura, da pintura, da arte. Mas não é essencial. Essencial é o bom comportamento do homem diante da vida."

     "Cem anos é uma bobagem. Depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira, cada minuto também, e acho que passei bem por ela."

     "Desejo ver um mundo melhor, mais fraternal, em que as pessoas não queiram descobrir os defeitos das outras, mas, sim, que tenham prazer de ajudar o outro."

     "Espero que Brasília seja uma cidade de homens felizes: homens que sintam a vida em toda sua plenitude, em toda sua fragilidade; homens que compreendam o valor das coisas simples e puras, um gesto, uma palavra de afeto e solidariedade."

     "O homem tem de ser modesto; tem de olhar para o céu."

     Pergunta de Geneton Moraes Neto: Aos 100 anos de idade, como é que Oscar Niemeyer definiria a vida, em uma só palavra?
Resposta de Oscar Niemeyer: Solidariedade.
*****

sábado, 1 de dezembro de 2012

A História do NATAL Revivida Doze Séculos Depois

       Estamos no ano de 1182. Revivemos o Natal do Senhor através do nascimento do Seu mais perfeito discípulo que, conforme rezam as tradições, buscou imitá-Lo desde o início de sua vida.
*****

*****
A História do NATAL Revivida Doze Séculos Depois
            “Conta-se que, chegada ao termo da gravidez, dona Pica teve de sofrer por longo tempo sem poder dar à luz. Mas eis que um peregrino bate à porta de casa e diz à criada, vinda para lhe abrir, que o parto só se daria quando a mulher padecente fosse transportada, do seu quarto suntuoso, para o estábulo da casa, e ali depositada sobre a palha, numa das manjedouras! Assim foi feito; e, apenas colocada na manjedoura, a mulher soltou o grito angustioso do parto, dando à luz um filho, que pela primeira vez, - como outrora o Salvador, - repousou num leito de palha, dentro de um estábulo.
       Neste local, atualmente, há uma capela. Traz o nome de San Francescuccio, e, por cima da porta, lê-se a seguinte inscrição: ‘Esta capela foi estábulo do boi e do burro, no qual nasceu Francisco, espelho do mundo’.
       O mesmo caráter lendário do nascimento num estábulo tem outra tradição. Segundo esta, o mesmo peregrino que dera o conselho de transportar a mãe para o estábulo ter-se-ia achado também na catedral no momento do batizado, logo após o nascimento do menino, e teria segurado o pequeno Francisco na pia sagrada. Narra ainda o manuscrito que, na volta do batizado do recém nascido, um peregrino veio bater à porta de casa, e exprimiu o desejo de vê-lo. A serva que lhe abriu recusou-se, naturalmente, a satisfazer-lhe este desejo; mas o estrangeiro declarou que não se retiraria enquanto não visse a quem queria ver. Como o senhor Pedro estava ausente, a serva foi referir o fato à dona da casa, a qual, com admiração de todos, ordenou satisfazer-se o peregrino. O menino foi, pois, levado à rua, onde o estrangeiro esperava; e este, mal viu aquele, tomou-o nos braços, como outrora o velho Simeão fizera com o Menino Jesus, e disse: ‘Hoje nesta rua nasceram dois meninos, dos quais um, isto é, este, virá a ser um grande homem no mundo.’
       No batismo, o filho do senhor Pedro recebera o nome de João. O pai achava-se então longe de Assis, numa nova viagem pela França, e, no seu regresso, decidiu mudar o nome do seu primogênito, chamando-lhe ‘Francisco’ em vez de João.”
Johannes Joergensen
(Livro: “São Francisco de Assis”)
*****

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Emanuel

     "Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco."
(Mateus 1:23)
*****
*****
EMANUEL
Eu não tenho asas pra voar,
Nem sonho nada que não seja de sonhar.
Sou um homem simples que nasceu
Das entranhas de um ato de amor.
Seria primavera feliz
Se a voz dos homens entoasse a paz,
Se o dom dos homens fosse a arte de amar,
Se a luz dos homens
Fosse Emanuel.
Flávio Venturini
*****

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Na casa de meu Pai...

      Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
     Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
     E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também (João 14:1-3).
     Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós (João 14:18).
*****
(Imagem - cidade de Assis, Itália)
*****
Na casa do meu Pai há muitas moradas,
Um dia sempre chega a hora de partir,
De seguir viagem por novas estradas,
De experimentar outras formas de existir...

Na casa do meu Pai há muitas moradas,
Por isso esses dias de se despedir...
Despedidas são felicidades adiadas,
Encontros marcados para o porvir...

Na casa do meu Pai há muitas moradas
Em que viver é feito de temporadas,
E onde a misericórdia de Deus não se distrai,

E segue abençoando nossas vidas
Com seu amor que sobrevive às despedidas
Nas muitas moradas da casa de meu Pai...
Luís Alberto Mussa Tavares
*****
     “Em dias ensolarados, em horas cinzentas de dor, em noites de solidão e angústia, a Compaixão está presente. No silêncio de nossos recantos de reflexão, na vastidão dos campos, sobre as ondas dos mares e acima das nuvens, nas favelas e nos cárceres, nos lares, nos sertões, nas necrópoles... no mundo inteiro e no Grande Além...
     Sim, os adeuses se repetem. As saudades vibram. Choram os que partem, saudosos... Desfolham-se as próprias rosas... Soluçam os que ficam...
     (...) ‘Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus’ (2 Cor, 1: 3, 4).
     É por isso que os nossos olhos, se muito têm chorado, vão parando de chorar...
     E levantamo-nos, orando ainda e confiando sempre, mas apredendo a multiplicar as bênçãos e a repartir o pão...
Clóvis Tavares
(Trecho do livro "De Jesus para os que Sofrem")

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Possui alguma ESTRELA?

Este mês, particularmente, é um mês para pensar nas Estrelas da minha vida e agradecer.
*****
*****
"As pessoas têm estrelas que não são as mesmas.
Para uns, que viajam, as estrelas são guias.
Para outros, elas não passam de pequenas luzes.
Para outros, os sábios, são problemas.
Para o meu negociante, eram ouro.
Mas todas essas estrelas se calam.
Tu porém, terás estrelas como ninguém...
Quero dizer: quando olhares o céu de noite,
(porque habitarei uma delas e estarei rindo),
então será como se todas as estrelas te rissem!
E tu terás estrelas que sabem sorrir!
Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido.
Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá).
Terás vontade de rir comigo.
E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu.
Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!"
Antoine de Saint-Exupéry
*****
Ouvir Estrelas
"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”
Olavo Bilac
(Obra Reunida, volume único - Editora Nova Aguilar)
*****
E você, caro amigo, possui alguma ESTRELA? O que elas representam em sua vida? Costuma olhá-las à noite?
*****
(Imagem de autor desconhecido)

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Depressão?

“Sede bons e caridosos, eis a chave dos céus que tendes em vossas mãos.” (São Vicente de Paulo)
*****
(Imagem ilustrativa da parábola do Bom Samaritano)
*****
Depressão?

Dizes que sofres angústias
Até mesmo quando em casa,
Que a tua dor extravasa
Nas cinzas da depressão.
Que não suportas a vida,
Nem te desgarras do tédio,
O fantasma, em cujo assédio
Afirma que tudo é vão.

Perto da rua em que moras
Há uma viúva esquecida,
Guarda o avô quase sem vida
E três filhinhos no lar;
Doente, serve em hotel,
Trabalha na rouparia.
Busca o pão de cada dia,
Sem tempo para chorar.


Não longe triste mulher,
Num cubículo apertado,
Chora o esposo assassinado
Que era guarda de armazém...
Tem dois filhinhos de colo.
Por enquanto, ainda não sabe
O que deve fazer da existência.
Espera pela assistência
Dos que trabalham no bem.


Um paralítico cego,
Numa esteira de barbante,
Implora mais adiante
Quem lhe dê água a beber...
Ninguém atende...
Ele grita,
Na penúria que o consome,
Tem sede e febre, tem fome,
Sobretudo quer morrer.

Depressão? Alma querida,
Se tens apenas tristeza,
Se te sentes indefesa,
Contra a mágoa e dissabor,
Sai de ti mesma e auxilia
Aos que mais sofrem na estrada.
A depressão é curada
Pelo trabalho do amor.

Maria Dolores
(Do livro "Dádivas de Amor"
Psicografado por Francisco Cândido Xavier)
*****

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O amor! Fogo invencível...

*****
*****
     “Eu sempre penso que se o ladrão do Calvário tivesse tido um pedaço de pão quando teve fome pela primeira vez, uma túnica de lã quando teve frio, ou um amigo cordial quando teve tentação, nunca teria cometido o que o levou a cruz.
     Todos os justiçados sentiram a falta de uma mãe em sua vida. Quem é que sabe o que está por trás de cada coisa? Quantas vezes é a aurora que está escondida atrás da montanha? Ninguém é mau. No máximo, é fraco. E o certo até seria dizer doente.
     Nós prometemos observar o santo Evangelho. E o Evangelho diz que fomos enviados para servir os doentes, não os sãos. Doentes de quê? De amor. Esse é o segredo: o bandoleiro é um doente de amor. Distribuam um pouco de pão e um pouco de carinho pelo mundo e vão poder fechar todas as cadeias. Oh! O amor! Fogo invencível, labareda divina, filho imortal do Deus imortal! Quem pode resistir ao amor? Quais as barreiras que o amor não pode saltar e quais os males que não pode remediar?
     Agora eu mesmo vou sair por aí para procurar os bandoleiros, pedir-lhes perdão e leva-los pão e carinho.”
São Francisco de Assis
*****

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Nos Momentos Difíceis

*****
*****
NOS MOMENTOS DIFÍCEIS

Se te calas, Deus se expressa em teu favor pelas ocorrências da vida.
Se te humilhas, Deus te exalta.
Se suportas com paciência, Deus te garante.
Se perdoas, Deus te compensa.
Se aceitas a prova, Deus te liberta.
Se abençoas sempre, Deus te auxilia.
Se prossegues servindo, Deus te protege.
Se esqueces todo mal, Deus te instala no bem.
Se te sacrificas, Deus te promove.
Se te entregas a Deus, Deus te resguardará.
Emmanuel
(Livro "Sinais de Rumo")
(Psicografado por Chico Xavier em 17/08/1978)
*****
(Imagem - desconheço autor)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O Silêncio

É no silêncio e na renúncia que se constroem os caracteres fortes.
(Tomás Ribeiro)
*****
(Foto - Ipê de minha residência em plena floração)
*****
Quem procura no silêncio
A inspiração e a beleza,
Penetra o templo invisível
Das forças da Natureza.

Jamais sentiste o cansaço
No excesso de burburinho?
O silêncio é o companheiro
Que conhece o bom caminho.

Em seu campo generoso,
Há tréguas ao pensamento,
Recebe-se luz sublime
De verdade e entendimento.

O homem que se mergulha
Nas vozes do turbilhão,
Condena-se, muita vez,
Aos cárceres da aflição.

É preciso, quase sempre,
Procurar na soledade
A solução dos problemas
À luz da serenidade.

Se possível, vai ao plano
Das árvores carinhosas,
Onde as coisas falam sempre
Em notas harmoniosas.

Mas se não podes fugir
Às zonas de inquietação,
Procura o silêncio amigo
Na paz da meditação.

Todos temos em nós mesmos
Os vales da experiência
E as montanhas solitárias
Nos cimos da consciência.

Não te dês todo aos rumores
Das lutas de cada hora;
Que a palavra seja em tudo
Tua serva e não senhora.

Quando achares no silêncio
Os segredos da energia,
Terás penetrado a esfera
De paz e sabedoria.

Casimiro Cunha
(Livro: Cartilha da Natureza
Psicografia Chico Xavier)
*****

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Em Cada um de Nós...

     Há em nós uma voz divina que só se manifesta quando as outras se calam; só no silêncio e na reflexão nos revela a sua mensagem. (Thomas Merton)
*****
*****
     Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior, com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos.” (Antoine de Saint-Exupéry)
*****
(Foto - Planície do Alentejo, Portugal)

domingo, 9 de setembro de 2012

Pelo Dia do Médico Veterinário

     "Chegará o dia em que o homem conhecerá o íntimo de um animal. E neste dia, todo crime contra um animal será um crime contra a humanidade." (Leonardo da Vinci)

     "A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem." (Arthur Schopenhauer)
*****
*****
     "Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante." (Albert Schweitzer)

     "Jamais creia que os animais sofrem menos do que os humanos. A dor é a mesma para eles e para nós. Talvez pior, pois eles não podem ajudar a si mesmos." (Dr. Louis J. Camuti)
*****
     A profissão é conhecida por cuidar de animais, principalmente os domésticos. No entanto, poucas pessoas sabem que os médicos veterinários são diretamente responsáveis pela saúde da população. São eles que inspecionam e avaliam todos os alimentos de origem animal que chegam à mesa do consumidor, além de participarem de estudos e pesquisas de novas vacinas para o tratamento e a erradicação de doenças causadas por animais.
     No campo ou na cidade, em clínicas, fazendas ou zoológicos, os veterinários sempre estão presentes. No atendimento clínico e cirúrgico, eles se dedicam aos animais de pequeno porte, os chamados de companhia (cães e gatos). Porém, da mesma forma, dedicam-se aos animais ditos de produção (aves, bovinos, equinos, etc.) e aos selvagens. A abrangência profissional é bem ampla, mas queremos ressaltar o atual compromisso público, assumido e divulgado pelos profissionais junto ao Conselho, com a sustentabilidade, preservação, proteção, conservação e educação ambientais, além do bem-estar animal.
(Texto baseado nas palavras do CFMV pelo dia 09 de setembro de 2012)
*****

domingo, 19 de agosto de 2012

Sentimento...

     As flores se abrem quando acariciadas pelo sol.
     As pessoas se abrem e mostram o melhor de si mesmas quando se sentem amadas.
René Juan Trossero
*****
*****
     Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.
Antoine de Saint-Exupéry
*****
     A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só, elas não sabem viver sozinhas...
Padre Fábio de Melo
*****
(Imagem - autor desconhecido)

sábado, 11 de agosto de 2012

As Motivações de Início


Não esqueças teu santo propósito,
não percas de vista
as motivações de início.
Mantém-te firme no que já alcançaste.
Sê constante no que fazes.
Não desanimes no caminho,
corre veloz,
com passo leve e sem tropeçar.
Que nem a teus pés o pó se apegue.
Avança seguro, alegre e jovial,
no caminho da felicidade.
Não acredites nem confies
em quem te tentar desviar
deste propósito.
Ultrapasse todo o obstáculo do caminho,
e sê fiel ao Altíssimo.
Clara de Assis
*****
Singela homenagem a Santa Clara, pelo seu dia.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Envelhecer...

"A pessoa que envelhece vai tomando, gradativamente, consciência do que é eterno." (Romano Guardini)
***
"O lado grandioso de envelhecer está em não perdermos todas as outras idades em que vivemos." (Madeleine L’Engle)
*****
*****
     “A vida, na sua expressão terrestre, é como uma árvore grandiosa. A infância é a sua ramagem verdejante. A mocidade se constitui de suas flores perfumadas e formosas. A velhice é o fruto da experiência e da sabedoria. Há ramagens que morrem depois do primeiro beijo do Sol, e flores que caem ao primeiro sopro da Primavera. O fruto, porém, é sempre uma bênção do Todo-Poderoso. A ramagem é uma esperança; a flor uma promessa; o fruto é realização. Só ele contém o doce mistério da vida, cuja fonte se perde no infinito da divindade!...”(Jesus)
(Livro Boa Nova de Humberto de Campos,
psicografado por Chico Xavier)
*****
(Imagem - desconheço autor)

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Ser Amigo

"Muitas pessoas vão entrar e sair da sua vida, mas só os AMIGOS de verdade deixarão pegadas no seu coração." (Eleanor Roosevelt)
*****
*****
Ser Amigo
É o que faz sem perguntar.
É o que acolhe, participa e ajuda.
É o que ouve, aconselha e respeita.
É o que alerta, aplaude e critica.
É o que partilha a alegria e a dor.
É o que desconstrói construindo.
É o que discorda, não do conteúdo, mas da forma.
É ser fraterno, sem ser irmão.
É fazer mais do que falar.
É não ter dia, nem hora.
É ser o outro, sem deixar de ser você.
É não estar só.
É sonhar.
É saber esperar!
Paulo Goulart
*****
Pelo Dia do Amigo, meu carinho e minha gratidão a todos os AMIGOS.
*****
(Fotomontagem - Sayo)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...