Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Doçura da Pobreza

     "Um verdadeiro pobre é um nobre. Os vulgares não são pobres. Cortesia, irmão Leão, não só para com as pessoas, mas para com os animais e as coisas."

     "O Senhor não me chamou para ensinar como doutor, mas para viver como um pobre servidor."
 São Francisco de Assis
*****
*****
Doçura da pobreza assim.
Perder tudo o que é seu.
Até o egoísmo de ser seu.
Tão pobre que possa apenas concorrer às multidões...
Dei tudo o que era meu.
Gastei-me no meu ser.
Fiquei apenas com o que há de toda gente em mim.
Doçura da pobreza assim...
Nem me sinto mais só, dissolvido nos homens iguais!
Mário de Andrade
*****
(Imagem - Desconheço autor)

3 comentários:

Rose disse...

Belo texto o de Mário, Benja! Não o conhecia!
Paz!
Rose

Marilac disse...

Bom dia , Benja
Belo texto realmente!
Expressa o sentimento de união que São Francisco sentia com todos os seres vivos.

bjs
Marilac

valter disse...

Estou emocionado,lindo ,lindo demais
viva Francisco de Assis.
grato por toda esta beleza
Abç
Valter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...