Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

CLARA

Voz luminosa da noite,
feliz de quem te entendia!
(Num palácio mui guardado,
levantou-se uma menina:
já não pode ser quem era,
tão bem guarnida,
com seus vestidos bordados,
de veludo e musselina;
já não quer saber de noivos:
outra é sua vida.
Fecha as portas, desce a treva,
que com seu nome ilumina.
Que são lágrimas?
Pelo silêncio caminha...)
Um vasto campo deserto,
a larga estrada divina!
Ah! feliz itinerário!
Sobrenatural partida!

(Cecília Meireles em Pequeno Oratório de Santa Clara)

Um comentário:

Eternessências disse...

Nos gestos mansos de Clara,
uma nota de poesia...
Sua vida, uma canção:
serenidade...alegria!...

CLARIDADE para nossas almas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...