Pesquisar este blog

domingo, 14 de outubro de 2007

AMOR FRANCISCANO


Abraçar cada ser, fazer-se irmã e irmão,
Ouvir a cantiga do pássaro na rama,
Auscultar em tudo um coração
Que pulsa na pedra e até na lama,

Saber que tudo vale e nada é em vão
E que se pode amar mesmo quem não ama,
Encher-se de ternura e compaixão
Pelo bichinho que por ajuda clama,

Conversar até com o fero lobo
E conviver e beijar o leproso
E, para alegrar, fazer-se de joão-bobo,

Sentir-se da pobreza o esposo
E derramar afeto por todo o globo:
Eis o amor franciscano: oh supremo gozo!

(Leonardo Boff)

Um comentário:

Eternessências disse...

Poema sensível!...
Expressão viva da essência da vida!...
Muita Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...