Pesquisar este blog

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Homenageando um Missionário

O Herói

Afrontando o aguilhão torvo e escarninho
De sarcasmos e anseios tentadores,
Ei-lo que passa sob as grandes dores,
Na grade estreita do terrestre ninho.

Relegado às agruras do caminho,
Segue ao peso de estranhos amargores,
Acendendo celestes resplendores,
Atormentado, exânime, sozinho...

Anjo em grilhões de carne, errante e aflito,
Traz consigo os luzeiros do Infinito,
Por mais que a sombra acuse, gema e brade!

E, servindo no escuro sorvedouro,
Abre ao mundo infeliz as portas de ouro
Para o banquete da imortalidade.

Cruz e Souza
*****
Soneto psicografado por Francisco Cândido Xavier em Pedro Leopoldo-MG, dedicado ao Professor Pietro Ubaldi no dia 18 de agosto de 1951, em homenagem aos seus 65 anos bem vividos. Esse grande Missionário nasceu na Umbria - Itália, no final do século XIX, renunciou as riquezas e facilidades do mundo, pois era de família abastada, para na simplicidade e no sacrifício (à exemplo do Poverello, seu grande inspirador) dedicar sua vida a Deus, buscando traduzir o Seu pensamento e a Sua Lei para a humanidade.

3 comentários:

Eternessências disse...

Consola-nos saber que Deus, em Sua Misericórdia,tem enviado missionários abnegados à Terra, para que possamos dilatar nossa visão espiritual e apurar nossos sentimentos!...
Receba o Prof. Ubaldi bênçãos de luz e a nossa gratidão eterna pelo muito que nos legou ao espírito!...
Carinho!
Rose.

Paulo disse...

Gostei do artigo.

Eternessências disse...

"Benja":
Agradeço seus esclarecimentos técnicos lá no meu espaço!
Só não entendi uma coisa: por que só as mulheres é que gostariam de ser iguais ao nosso amiguinho canino quando crescer? Os homens , por acaso, também não fogem das marcas do tempo? (rsrsrs...)
Rose.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...