Pesquisar este blog

sábado, 4 de outubro de 2008

Ao "Poverello" Amado

(Imagem - de São Francisco da artista plástica Rose Antonelli)
Poema para São Francisco de Assis
Em anuência à simplicidade,
Francesco despe as vestes do poder,
as personas da nobreza,
troca o relativo pelo absoluto
e sai
pelo mundo a colecionar belezas:
as águas que lhe mitigam a sede,
o sol
que a pele lhe aquece,
a lua
que o veste de luz
as aves
cuja siringe o encanta
as árvores
em cuja sombra
descansa
qual cordeiro do Senhor...
Francesco enlouquece
de Amor !
Fala com as criaturas
chamadas irracionais,
não se abriga aos temporais,
divide todo alimento...

Prefere
ser ferido a ferir,
nem com a palavra mais leve,
ele fere
a doçura é o seu agir...

Não se toca
se não é compreendido:
o que importa é compreender...

Francisco, para quem a porta
de sua casa se fechou,
envergonhou a família
ao se apaixonar pela singeleza,
tão pouquinho sendo manto,
a mera manhã tendo tanto
brilho em seu canto
quando canta o amigo sol,
da irmã lua, o encanto...

Desamado,
não se põe envergonhado
perante o Absoluto,
que o enriquece de Graça...
O importante é amar...
E ama, apaixonado
pelo vôo da borboleta,
pelo teatro das nuvens,
pelas cores das folhas,
das flores...

Ama e ora, sem necessidade de Missa,
sem nenhum rito da Igreja...
E Francisco ama Clarissa
sem desejo carnal...
Ela
o segue no ideal,
de servir,
antes de servidos serem...

Ela o compreende, isso é tudo...
"Oh Pai, reza ele,
fazei que eu possa mais
compreender que ser compreendido
"...

Ele se dá, na gloriosa alegria
da loucura santa...
"É doando que se recebe"...
E aos olhos do povo, em louco se faz,
de si mesmo, se refaz:
"Senhor, fazei de mim
um instrumento de Tua Paz
"...

"Onde ódio houver,
que o amor eu leve
",
leve folha a voar pelas estradas,
poentas e solitárias,
a falar de amorosidade,
em cada cidade,
a cada pessoa
ensina, determina,
que é preciso ser sempre boa,
a cada instante, de fato...

Em havendo dúvidas,
pedia o louquinho de Deus,
que eu leve aos filhos teus,
a fé
...

Se as pessoas se ofendem,
mostrar-lhes-ei as batidas do próprio coração,
para que escutem a voz do perdão
...

Se estiverem desunidos,
e a discórdia ocorrer em aluvião
que eu saiba como
"levar a união"...

Aos que choram, sofrem
e estão desconsolados,
que eu saiba as palavras exatas,
pois quero
"mais
consolar que ser consolado
"...
E assim Francisco se ofereceu
sendo até hoje lembrado...
Muito amou,
mas até hoje, também
é um santo amado, venerado
em imagens de barro,
do barro que ele pisava,
descalço em seus caminhares...
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
*****
8º Século da Missão de São Francisco
Em 1208 São Francisco trabalha na reparação de São Damião, São Pedro e Santa Maria dos Anjos ou Porciúncula, ouve o evangelho da missa de São Matias (na Porciúncula) sobre a missão apostólica, muda as vestes de eremita e passa a usar as de pregador ambulante, descalço e inicia a pregação apostólica. Aqui propriamente começa o estilo de vida franciscana, apostólica. Ainda neste ano recebe em sua companhia os irmãos Bernardo de Quintavalle, Pedro Cattani e Egídio na Porciúncula.

6 comentários:

Eternessências disse...

Um poema com alma, distribuindo luz!...
Muito belo, "Benja"!
Deus o abençoe neste dia, e que o "Poverello", em seus exemplos de amor e de alegria santa, continue sendo, para você, um roteiro seguro, alargando suas possibilidades de crescimento espiritual, sob a orientação de Jesus!
PAZ E BEM, "FRATELLO"!
Carinho,
Rose.

Lilás/Beth disse...

Bom Dia, Irmão!
São Francisco tem sido minha inspiração para a vida e nos meus atos diários, penso antes como ele agiria.
Mesmo não sendo religiosa, esta figura masculina tão generosa e santa tem me acompanhado ao longo da vida e em sua homenagem tenho lá em minha casa duas bonitas estátuas de barro no jardim.
Que ele esteja sempre nos inspirando e abençoando os passos.
Amém.
grande dia para você e um abraço.

Marilac disse...

Benja,
Lindo poema !
Que este dia tão especial seja repleto de bençãos!
São Francisco me trouxe até aqui,e sou abençoada com sua amizade.

Um grande abraço, e me despeço com as palavras de São Francisco:

"Jesus, abençoa a nossa razão e clareia o nossos sentimentos, no afã de sentirmos a luz da Verdade e multiplicá-la pela presença dos nossos exemplos.
Maria Santíssima, seja a nossa luz para que o Amor brilhe dentro de nós como o Sol da vida.
Abençoa nós todos, os nossos familiares, a humanidade inteira, os pássaros, os peixes, os animais e a Terra em que vivemos"
Amém

Marilac

Carol Timm disse...

Benja,

Lindo mesmo o post do São Francisco.

A imagem também é muito bonita.

Apesar da pouca presença na net, sempre que posso venho aqui te ler.

Bjs,
Carol

Religare disse...

Olá, "Fratello mio"!
O mês de outubro nos convoca a florescimentos na alma!...
Um carinhoso abraço para você!

Rose disse...

Só para informar: o endereço do novo blog é www.luzemnos.blogspot.com
Obrigada por sua visita lá.
Beijo de carinho,
Rose.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...